Mistura de ritmos, poesia e arte marca primeira edição do Encontros Poéticos em Juazeiro.


Aconteceu na noite da última sexta (24) no espaço de convivência da Univasf campus Juazeiro a primeira edição do projeto “Encontros Poéticos”. Com um público de mais de 150 pessoas o evento foi marcado por apresentações musicais, poemas, performances teatrais, exposições artísticas, feira de livros e contou com a participação de vários artistas do Vale do São Francisco.

Poesias, cordéis, contos e músicas trouxeram ao público a alegria de se misturar arte e cultura num só lugar. A estudante de Jornalismo Leticia Figueiredo, foi conferir o evento e comentou, “a proposta do evento foi linda: reunir pessoas em prol da poesia, dando espaço para todos aqueles que se sentiram à vontade para expressar sentimentos e ideias, autorais ou não. O evento traz consigo uma carga cultural enorme. Possibilita-nos a expressar de diversas maneiras a poesia dentro de nós, seja ela cantada, recitada, lida, ou pelo simples fato de estar ali sentada e ouvindo atenciosamente”. O evento reuniu artistas, alunos, professores e várias pessoas de algumas cidades da região.

Dentre as 23 obras apresentadas teve “A viúva e o violeiro” de Prissila Landim, “Meu Sertão” de Francinaldo Borges, “Ipê Amarelo” de Otávio Freitas, “Preservação da Natureza” João Joaquim, “Pensamentos de um andarilho” de Matheus José, entre outros tantos que surgiram nos espaços abertos dentro da programação, proporcionando assim a participação do público nas apresentações. “O evento foi uma oportunidade ímpar de reunir e compartilhar experiências poéticas, tendo em vista a escassez de espaços como esse na região. Espero com deleite e inquietação a próxima edição, na certeza de ver brotar mais uma vez flores no asfalto cotidiano. Poetizemo-nos”, afirmou o artista Monzitti Baumann, que trouxe as músicas “Chega de saudades” e “Dias sóbrios”.

A professora do curso de jornalismo da UNEB, Dalila Santos avaliou a iniciativa como fantástica. Disse ainda que o evento é uma ótima oportunidade de reunir pessoas que admiram as artes. Além de romper os muros da universidade e dar a oportunidade de uma opção cultural para a região.

Naquele pequeno palco, o banquinho de praça e as folhas caídas levaram aos admiradores da poesia diversas formas de moldar e encantar palavras com uma variedade de temas e composições, democraticamente, em harmonia. Eu me senti confiante e motivada a declamar meu cordel, deixei de lado qualquer insegurança e me fiz presente com a certeza de que todos os que estavam ali aguardavam o espetáculo que eu e todos os poetas inscritos nos propomos a apresentar, disse Priscila Paes Landim.

Para Diretor da Dacc Euriclésio Sodré o encontro foi muito importante para mostrar o potencial dos jovens e também por trazer trabalhos até então desconhecidos da comunidade. Euriclésio disse ainda que “que esses espaços são importantes para fortalecer uma cultura que até então não é valorizada aqui na região e também para conhecermos os novos artistas que não têm tido visibilidade e nem seus trabalhos mostrados”. O público ainda pôde conferir a exposição do Coletivo de escritores UR e a banca de livros da Unidade de Palhaçada Intensiva (UPI).

Os “Encontros Poéticos” uma iniciativa da Diretoria de Arte, Cultura e Ações Comunitárias (DACC), vinculada à Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal do Vale do São Francisco e visa disseminar a literatura e a produção cultural da Região e oferecer lazer cultural à comunidade.

Danilo de Souza.

Confira as fotos: